Creem Vocês Que O Espírito Santo Responde A Orações?

bullets

ldsgirlpray.: CREEM VOCÊS QUE O ESPÍRITO SANTO RESPONDE A ORAÇÕES?

“Estava navegando pela Internet quando me deparei com seu site. Pareceu informativo, mas eu tenho uma pergunta sobre uma declaração que vocês fizeram. Em seu artigo ‘Grupos Dissidentes dos Mórmons’ (Mormon Splinter Groups), foi lançada a seguinte questão: ‘Visto que todos estes movimentos baseiam a sua autoridade no Livro de Mórmon e no Profeta Joseph Smith, como pode um ‘testemunho’ adquirido através de oração em relação ao Livro de Mórmon ser suficiente para provar em qual igreja, dentre esses tantos movimentos existentes, deve uma pessoa participar?’ Estou curioso para saber se, por acaso, vocês acreditam que as orações são respondidas por Deus. Eu não sei se isso provaria alguma coisa, mas acredito que Deus responde às orações, e se Ele disse que era verdade, então deve ser verdade, mas se Ele disse que não era, então não é verdade. Uma coisa que eu realmente acredito é que Ele é também o Espírito Santo, o qual é conhecido como o Consolador, um Testificador. Se eu não posso sentir conforto, então não sei como o Espírito Santo pode chegar a mim para ajudar a me confortar. Sendo assim, eu acredito que o Espírito de Deus pode se comunicar com os nossos espíritos através de um sentimento, pois não podemos vê-Lo. E vocês, em que acreditam?”

NOSSA RESPOSTA:

Caro amigo,

Você fez uma grande pergunta.  Concordamos com você quanto ao Espírito Santo ser nosso Testificador e Consolador. Nós pessoalmente temos conforto e direcionamento dEle em base diária, mas um assunto que pode vir a ser confuso para muitas pessoas é como determinar o que a Verdade é.

Talvez você já tenha experimentado o tempo em que não estava certo quanto a qual o melhor rumo a ser tomado.  Além da oração e da orientação da parte do Espírito Santo / Consolador, as Escrituras deixam claro que Deus espera que usemos a mente que Ele nos deu para determinar qual o melhor curso, baseado em fatos que o Espírito Santo revelou através da Sua Palavra, a Bíblia.

Fazer uso da Divina Revelação, conforme manifestada na Bíblia, é semelhante a usar um mapa durante o trajeto para um determinado local. Deus nos deu a Bíblia para ser nosso mapa espiritual a fim de determinar a verdade religiosa. É por isso que ela afirma em 2 Pedro 1:3 que “[…] Ele nos deu todas as coisas de que necessitamos para a vida e para a piedade, por meio do pleno conhecimento daquele que nos chamou para a sua própria glória e virtude”. Através de Cristo, nós já possuímos tudo o que precisamos saber para a “vida e para a piedade”, por isso, não há necessidade de revelação adicional sobre como viver uma vida espiritual piedosa.

Outro princípio que devemos observar concernente à verdade espiritual é que Deus não contradiz a si mesmo. Isaías 8:20 diz: “À lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, é porque não há luz neles”. Assim, uma pessoa não pode usar uma evidência física como desculpa em oposição a um determinado ensinamento simplesmente porque ele ou ela acha que a “sensação” recebida “veio de Deus”.  O Espírito Santo não contradiz a si mesmo dando revelações inconsistentes com Sua Palavra revelada.

O princípio final que devemos notar quanto a determinar a verdade espiritual é que Deus espera que usemos a mente que Ele nos deu para avaliarmos o que é dito.  Por exemplo, em Atos 17:11, Paulo elogiou os cristãos de Bereia por pesquisarem as “Escrituras” para determinar se algo era verdade, ao invés de depender apenas de sentimentos. Como você corretamente observou, a Bíblia fala do Espírito Santo como nosso Condutor, no entanto, Ele disse que guiaria os crentes “a toda a verdade” falando a verdade (João 16:13) e trazendo à lembrança o que já foi ensinado (João 14:26). Enquanto o Espírito Santo pode nos confortar com sentimentos de paz em tempos de ansiedade (Filipenses 4:6-7), em lugar algum as Escrituras defendem o uso de sentimentos para determinar a verdade. Pelo contrário, ela adverte: “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá?”. (Jeremias 17:9) e “Aquele que confia no seu próprio coração é insensato” (Provérbios 28:26).

Não apenas estamos advertindo que o nosso coração pode nos enganar com sentimentos que não são de Deus, mas as Escrituras advertem também contra mensagens enganosas vindas de falsos espíritos:

“Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo”. – 1 João 4:1

“[…] nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios”. – 1 Timóteo 4:1

No que diz respeito ao mormonismo, você sabia que o próprio Joseph Smith concorda que nem todas as “revelações” são de Deus? Eis aqui uma história que você poderá achar interessante:

bullets Pode Satanás dar revelações? A história de Joseph Smith e os Direitos autorais do Livro de Mórmon.

Veja também:

bullets A NOSSA RESPOSTA A UM TESTEMUNHO MÓRMON
-response to a mormon testimony

 

Print Friendly, PDF & Email

This post is also available in: InglêsEspanhol