Você está preparado para comparecer diante de Deus?

Are You Prepared to Meet God?

PDF

.:VOCÊ ESTÁ PREPARADO PARA COMPARECER DIANTE DE DEUS? –Um simples teste para um Santo dos Últimos Dias honesto

“Tende-vos conservado inocentes diante de Deus? Poderíeis dizer, dentro de vós mesmos, se fôsseis chamados pela morte neste momento, que haveis sido suficientemente humildes? …Eis que estais despidos de orgulho? Digo-vos que, se não estais, não estais preparados para comparecer perante Deus. Eis que deveis preparar-vos rapidamente, pois o reino dos céus está próximo; e o que não estiver preparado não terá vida eterna. ” —Alma 5:27-28, Livro de Mórmon

Looking Up1. Será que você fez “tudo” o que pôde para a salvação?

“…pois sabemos que é pela graça que somos salvos, depois de tudo o que pudermos fazer.” —2 Néfi 25:23

 “O ancião Boyd K. Packer do Conselho dos Doze deu a seguinte ilustração para mostrar como o sacrifício de Cristo torna possível ser-se salvo do pecado se fizermos a nossa parte. “Deixem-me contar-vos uma história.… Era uma vez um homem que.…incorreu numa grande dívida.…chegou o dia e o contrato venceu. A dívida não havia sido paga totalmente. O seu credor apareceu e exigiu o pagamento na totalidade.…O devedor tinha um amigo. Ele veio ajudar.…Ele colocou-se entre eles, enfrentou o credor e fez esta oferta: “Eu pagarei a dívida se libertar o devedor do seu contrato para que ele possa manter seus bens e não ir para a prisão.” …E assim o credor concordou. O mediador virou-se então para o devedor: “Se eu pagar a sua dívida, você me aceitará como seu credor?” “Oh sim, sim”, exclamou o devedor. “Você salvou-me da prisão e mostrou misericórdia de mim.” “Então”, disse o benfeitor, “você irá pagar-me a dívida e eu estabelecerei os termos. Não será fácil, mas será possível.” — Gospel Principles (Princípios do Evangelho), edição 1992, págs. 75, 77 (Edição em inglês)

De acordo com o Mormonismo, Jesus refinanciou a dívida pelo pecado que devemos ao Pai Celestial. Agora é connosco pagar a Jesus por conformarmo-nos com as “leis e ordenanças” do evangelho. Você fez “tudo o que podia” para pagar a sua dívida pelo pecado a Jesus? Existem alguns mandamentos que você falhou em obedecer?

“Pois qualquer que guarda toda a lei, mas tropeça em um só ponto, se torna culpado de todos.” — Tiago 2:10

tl_apmg_image2. Você alcançou a perfeição “nesta vida mortal”?

“…porque sei que o Senhor nunca dá ordens aos filhos dos homens sem antes preparar um caminho pelo qual suas ordens possam ser cumpridas.” — 1 Néfi 3:7

“Este progresso em direção à vida eterna é uma matéria de alcançar a perfeição. Viver todos os mandamentos garante o total perdão de pecados e assegura-nos a exaltação através da perfeição que vem através de cumprirmos a fórmula que o Senhor nos deu. No seu Sermão do Monte ele deu o mandamento a todos os homens: “Sende, portanto, perfeitos, assim como o vosso Pai que está nos céus é perfeito.”  (Mat. 5:48) Ser perfeitos significa triunfar sobre o pecado. Este é um mandamento do Senhor. Ele é justo, sábio e gentil. Ele nunca requereria qualquer coisa de seus filhos que não fosse para o seu benefício e que não fosse alcançável. Perfeição é por isso um alvo alcançável.” — The Miracle of Forgiveness (O Milagre do Perdão), 1969, Spencer W. Kimball, págs. 208-209 (Edição em inglês)

“Perfeição é por isso um alvo alcançável.” É um mandamento do Senhor. Jesus disse: “sede” perfeitos. Ele não disse: “Tornem-se” perfeitos. Perfeição não é um processo; é um acontecimento. A palavra “sede” indica um estado de existência que deve ser instantaneamente alcançado e sustentado em nossas vidas mortais. Kimball passa a explicar:

“Um dos mais graves defeitos humanos em todos os tempos é a procrastinação, a relutância em aceitar responsabilidades pessoais agora. Os homens vieram à terra para obter a sua aprendizagem, seu treino e desenvolvimento, e para aperfeiçoarem-se a si próprios… E o peso da advertência profética tem sido que o tempo para agir é agora, nesta vida mortal. Ninguém pode com impunidade adiar a sua conformidade com os mandamentos de Deus.” — The Miracle of Forgiveness (O Milagre do Perdão), págs. 7, 10 (Edição em inglês)

“Pois eis que esta vida é o tempo para os homens prepararem-se para encontrar Deus; sim, eis que o dia desta vida é o dia para os homens executarem os seus labores.”—Alma 34:32

Alguns podem sentir que não é razoável acreditar que Deus iria requerer perfeição total nesta vida mortal. Afinal de contas, alguém pode pensar: “O Senhor conhece meu coração é reto e que eu tenho boas intenções…” Mas irá alguém receber a vida eterna com base nas suas boas intenções?” pergunta Kimball. Ele continua dizendo:

“Samuel Johnson sublinhou que o “inferno é cheio de boas intenções”. O Senhor não traduzirá as boas esperanças e desejos de alguém em obras. Cada um de nós deve fazer isso por si mesmos… Homens e mulheres que vivem na mortalidade e que escutaram o evangelho aqui tiveram o seu dia, os seus setenta anos para pôr as suas vidas em harmonia, para realizar as ordenanças, para arrependerem-se e para aperfeiçoarem as suas vidas.” — The Miracle of Forgiveness (O Milagre do Perdão), págs. 8, 314 (Edição em inglês)

3. Você repetiu um pecado depois de pedir perdão?

“Por isto nós reconhecemos se um homem se arrependeu de seus pecados — eis que ele os confessa e os abandona.” — Doctrine and Covenants (Doutrinas e Convênios), Secção 58:43

“Existe um teste crucial de arrependimento. Este é o abandonar o pecado. …O poder salvador não é estendido àquele que meramente quer mudar a sua vida. …Nem é o arrependimento completo apenas quando alguém tenta abandonar o pecado. …Apenas tentar é fraqueza. “Fazer o melhor que puder” não é suficiente. Nós temos de fazer sempre melhor do que podemos….”– The Miracle of Forgiveness (O Milagre do Perdão), págs. 163-165 (Edição em inglês)

No seu arrependimento, você está a fazer o “melhor” que pode?  Será que você abandonou permanentemente todos os pecados que já cometeu? Gospel Principles (Princípios do Evangelho) explica: “Aqueles que recebem perdão e repetem o pecado são responsabilizados pelos seus pecados anteriores.” 1.

“A descontinuação do pecado deve ser permanente. …o anterior transgressor deve ter chegado ao “ponto de não retorno” para com o pecado, onde não apenas existe uma mera renúncia mas também uma profunda aversão do pecado — onde o pecado se torna mais detestável para ele e onde o desejo ou vontade para pecar é apagado da sua vida.” — The Miracle of Forgiveness (O Milagre do Perdão), págs. 176, 354-355 (Edição em inglês)

“E agora, digo-vos em toda a verdade, Eu, o Senhor, não irei colocar nenhum pecado a vosso cargo; segui o vosso caminho e não pequeis mais; mas quanto à alma que pecar, que os pecados anteriores retornem, disse o Senhor, Vosso Deus.” — Doctrine and Covenants (Doutrina e Convênios), Secção 82:7

4. Será que você “procrastinou” o dia do seu arrependimento? 

Você já se confessou e se arrependeu de cada pecado que tenha cometido? Está confiante de que nunca mais se arrependerá destes pecados no futuro? Se o arrependimento requer o abandono do pecado, e se a repetição de um pecado após receber perdão o faz “responsável” pelos seus pecados anteriores, como pode afirmar de que se arrependeu totalmente de todos os seus pecados?

Esta é a razão porque Jesus disse que temos de “ser perfeitos” nesta vida mortal se teremos de merecer a vida eterna com o Pai Celestial. Se você falhou em arrepender-se completamente do pecado em sua vida, você é culpado de procrastinar o dia do seu arrependimento.

“…peço-vos, portanto, que não deixeis o dia do arrependimento para o fim; porque depois deste dia de vida que nos é dado a fim de nos prepararmos para a eternidade, eis que se não fizermos melhor uso de nosso tempo nesta vida, virá a noite tenebrosa, durante a qual nenhum labor poderá ser executado. Não podereis dizer, quando fordes levados a essa terrível crise: Arrepender-me-ei para retornar a meu Deus. Não,  não podereis dizer isso; porque o mesmo espírito que possuir vosso corpo quando deixardes esta vida, esse mesmo espírito terá poder para possuir vosso corpo naquele mundo eterno. Pois eis que, se deixaste o dia do arrependimento para o dia da vossa morte, eis que vos tendes submetido ao espírito do diabo e ele vos sela como seus; portanto o Espírito do Senhor se apartou de vós e não tem lugar em vós; e o diabo tem sobre vós todo o poder e este é o estado final dos iníquos.” — Alma 34:33-35

Como o Livro de Mórmon declara: “Se não fizermos melhor uso de nosso tempo nesta vida,…o mesmo espírito que possuir o vosso corpo quando deixardes esta vida, esse mesmo espírito terá poder para possuir vosso corpo naquele mundo eterno.”  Esta é a razão porque se temos de merecer a vida eterna, a perfeição física tem de ser alcançada nesta vida mortal.

5. Será que você limpou “toda a iniquidade” da sua vida?

“Sim, vinde a Cristo, sede aperfeiçoados nele e negai-vos a toda a iniquidade; e se vos negardes a toda a iniquidade e amardes a Deus com todo o vosso poder, mente e força, então sua graça vos será suficiente; e por sua graça podeis ser perfeitos em Cristo…” — Morôni 10:32

O Mormonismo ensina que você deve “negar” a si mesmo de “toda a iniquidade” antes de poder receber a “graça” salvadora de Cristo. É de admirar que o Mormonismo torna o perdão condicional com base na sua habilidade de se arrepender e abandonar o pecado? Esta é a razão pelo qual o Jesus do Mormonismo “não poder” salvá-lo enquanto você ainda está na situação de indigno, estando “nos seus pecados”.

“E torno a dizer-te que ele não pode salvá-los em seus pecados, porque eu não posso negar a sua palavra e ele disse que nada impuro pode herdar o reino do céu; …portanto não podeis ser salvos em vossos pecados.” — Alma 11:37

6. É Jesus suficiente ou Ele é necessário?

Ou Jesus é 100% suficiente para a sua perfeição ou Ele é apenas um passo “necessário” no processo. Se ele é verdadeiramente suficiente para cobrir os seus pecados, você não precisa de adicionar obras para se tornar aceitável a Deus, pois a Bíblia declara: “…não por obras de justiça praticadas por nós, mas segundo sua misericórdia, ele nos salvou.” 2.

“porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.” — Romanos 6:23

De modo a algo ser uma “dádiva”, tem de ser dado livremente sem termos ou condições anexadas. Se existe alguma coisa que tenhamos que fazer para merecer ou ganhar a vida eterna (ou pagar a Jesus pelo Seu sacrifício), a salvação não será uma dádiva, mas antes, um pagamento ou salário por aquilo que é ganho. 3.

“E, se é pela graça, já não é pelas obras; do contrário, a graça já não é graça.” — Romanos 11:6

Se não temos a capacidade para pagar a nossa dívida pelo pecado ao Pai Celestial em primeiro lugar, como poderíamos alguma vez ter a capacidade de pagar a dívida a Jesus? A Bíblia proclama que “todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapo da imundícia.” 4. Assim como é impossível para “trapos da imundícia” limpar algo até à imaculada perfeição, assim é com as nossas almas. “Todos” os nossos justos esforços feitos para merecer a vida eterna não passam de “trapos de imundícia” de orgulho.

“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie.” — Efésios 2:8-9

O padrão requerido para merecimento é a perfeição física nesta vida mortal. Jesus Cristo é a única pessoa que passou este teste. Ele viveu a vida perfeita e morreu em seu lugar — pagando a plena penalidade pelo seu pecado, de modo que a sua perfeição justa pudesse ser creditada em seu benefício. Mas assim como qualquer presente deve ser aceite antes de puder ser usado, assim é com Cristo. Você deve vir pessoalmente a Jesus, admitindo que é um pecador e que não pode fazer nada para se salvar. Porque não vir hoje a Jesus e pedir-Lhe para lhe dar a Sua Justiça em troca do seu pecado?

“Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus.” — 2 Coríntios 5:21

“Nessa vontade é que temos sido santificados, mediante a oferta do corpo de Jesus Cristo, uma vez por todas. …Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados.” — Hebreus 10:10, 14

“…porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus.” — Colossenses 3:3

PARA MAIS INFORMAÇÕES VEJA:

bullets SALVO OU NÃO SALVO? — ESSA É A QUESTÃO

=================
1. Gospel Principles (Princípios do Evangelho), 1978, 1992, pág. 253 (Edição em inglês)
2. Tito 3:5
3. Veja Romanos 4:4-5
4. Isaías 64:6

Print Friendly, PDF & Email

This post is also available in: InglêsEspanhol