O Que São As Alianças Mórmon?

bullets

O QUE SÃO AS ALIANÇAS MÓRMON?

“O que a palavra “aliança” significa para os Mórmons? O meu amigo SUD fala muito sobre manter as suas alianças no Mormonismo. Eu não sei acerca do que fala e eu gostaria de saber o que estas alianças são na Igreja Mórmon. Eu gostava de saber para que servem, o que significam e o que cada parte da aliança tem a ver na aliança.”

NOSSA RESPOSTA:

 

Querido amigo,

 

O Mormonismo é uma religião de ordenações (regras), alianças (promessas) e rituais que os Santos dos Últimos Dias (SUD) acreditam ter que seguir e executar, de modo a fazerem-se suficientemente bons para merecer o mais alto nível no Céu. A palavra “aliança” no Mormonismo significa um compromisso, promessa ou contrato vinculativo entre dois indivíduos. A maioria dos Mórmons levam seus convênios a sério, porque eles acreditam que esses convênios têm lugar entre o homem e Deus, ou um marido e uma esposa. Eles acreditam que eles devem manter essas alianças para ganhar “exaltação” como “deuses” e “deusas” do Celestial Reino dos Céus. A descrição das alianças do Mormonismo é a seguinte:

 

1. A ALIANÇA DO BATISMO:

A primeira aliança que é feita pelos Mórmons é o batismo. Nesta aliança, os homens e mulheres prometem tomar sobre si o nome de Cristo, recordá-Lo sempre e guardar Seus mandamentos. Os Mórmons dizem que se mantiverem esta aliança, Deus promete que eles terão sempre o Seu Espírito com eles.

2. A ALIANÇA DO SACRAMENTO:

Amarrado com o convênio do batismo está o “Sacramento”. O Sacramento é uma semelhança do ritual da “comunhão” cristã. É semelhante à comunhão na medida em que contém pão para representar o corpo de Cristo, que foi morto na cruz, mas a reunião de Sacramento SUD difere em que o vinho ou sumo de uva (representante do sangue de Cristo) é substituído por água. O Sacramento é uma renovação do convênio batismal do Mórmon de guardar os mandamentos de Cristo. Ela é realizada semanalmente nos cultos da igreja Mórmon.

3. ALIANÇAS SACERDOTAIS:

Quando os membros do sexo masculino da Igreja SUD recebem o sacerdócio, eles pactuam o seguinte:

  1. Receber o sacerdócio na fé
  2. Ampliar os chamados por ser obediente ao exercício das funções pedido deles pela liderança SUD.
  3. Obedecer aos mandamentos
  4. Viver de toda a palavra de Deus

Quando um Mórmon segue o seu propósito do pacto, ele é informado de que Deus promete fazer o seguinte:

  1. Santificação dos homens pelo Espírito
  2. Contagem destes homens como eleitos de Deus
  3. Dar a cada homem “tudo” o que Deus tem (incluindo a exaltação como um “deus” no Reino Celestial)

4. A INVESTIDURA DA ALIANÇA NO TEMPLO:

Todos os Mórmons dignos entram no templo SUD para receber a sua “investidura” (dom do conhecimento e bênção). A cerimônia de “investidura” consiste no ritual de lavagem e unção de várias partes do corpo, vestir-se em santo sub-vestuário e roupas do templo, o ritual de apertos de mão especiais (semelhante a apertos de mão maçônicos) administrada pelo poder espiritual, juramentos de sigilo criados para proteger o conteúdo dos rituais de exposição exterior, uma reconstituição da criação do mundo, a queda de Adão e Eva e os ensinamentos e símbolos dados para representar a visão Mórmon da salvação e da vida após a morte. Como os Mórmons praticam essas “ordenanças” ou rituais da cerimônia de “investidura”, eles pactuam obedecer a todas as leis e mandamentos SUD. O apóstolo James E. Talmage explicou:

“As ordenanças da investidura incluem certas obrigações por parte do indivíduo, como o convênio e promessa de observar a lei de estrita virtude e castidade, ser caridoso, benevolente, tolerante e puro; devotar tanto os talentos como os meios materiais à propagação da verdade e enaltecimento da raça; devotar-se à causa da verdade; e buscar de todas as maneiras contribuir para a grande preparação para que a Terra esteja pronta para receber seu Rei, o Senhor Jesus Cristo. Com a tomada de cada convênio e aceitação de cada obrigação uma promessa de bênção é pronunciada, condicionados à fiel observância das condições.” — The House of the Lord (A Casa do Senhor), 1976, 1984 (Edição em inglês)

5. A ALIANÇA DO CASAMENTO NO TEMPLO:

Os Mórmons vêem suas cerimônias de casamento como uma aliança de três vias entre o homem e a mulher se casando e Deus. Parte do pacto é para o marido e a esposa serem completamente fiéis um ao outro em pensamentos, palavras e atos. Se seguirem todos os passos deste pacto e se unirem através da cerimônia de casamento no templo, eles são informados de que seu casamento vai estender-se além do “tempo” para a “eternidade” e que será lhes concedido um “aumento” de sua unidade familiar através da educação dos filhos, tanto aqui na mortalidade e além para o mundo espiritual, onde eles esperam povoar planetas (como a nossa Terra) no Reino Celestial.

COMO AS ALIANÇAS MÓRMON DIFEREM DAS ALIANÇAS BÍBLICAS:

Ao contrário das alianças encontradas na Bíblia que exigiam o derramamento de sangue para que o pacto fosse vinculativo (Hebreus 9:15-22), as alianças Mórmons não têm sangue. Mesmo os convênios mórmons feitos nas reuniões sacramentais, substituem o vinho (ou sumo de uva), que representa o sangue de Cristo, com a água.

Aos Mórmons é-lhes repetidamente dito que as reuniões sacramentais são para ser uma renovação dos convênios batismais que fizeram a Deus para que “guardem os mandamentos”. Mas essa observância dos mandamentos “continuamente” (Doutrina e Convênios 25:15) é impossível devido à pecaminosidade da natureza humana. Esta ênfase no esforço humano durante o ritual Sacramento SUD é um contraste gritante da salvação somente pela graça, ênfase da “comunhão” no serviço cristão. Substituir o vinho com água é outro modo em que o Sacramento SUD muda o foco fora da suficiência do sangue de Cristo, para os esforços do homem do batismo e da ordem de manutenção para merecer o nível mais alto dos Céus. De fato, além da aliança de casamento que se estende apenas até o fim de sua vida aqui na terra (Mateus 22: 28-30), a ÚNICA aliança espiritual que os cristãos bíblicos têm que participar hoje, é a Nova Aliança:

“e a Jesus, o Mediador da nova aliança, e ao sangue da aspersão que fala coisas superiores ao que fala o próprio Abel.”— Hebreus 12:24, RA

“Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o Novo Testamento no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que beberdes, em memória de mim.” —1 Coríntios 11:25, RC

Observe que em ambos os versículos que falam da Nova Aliança, não há nenhuma menção de se lembrar das promessas feitas em seu batismo, nem há qualquer menção ou da renovação de outros “alianças” espirituais que seriam adicionadas à ou debaixo da “Nova Aliança”. De fato, há somente um pacto espiritual para o cristão e é aquele que depende completamente da graça de Deus aparte dos méritos do merecimento humano:

Não por obras de justiça praticadas por nós, mas segundo sua misericórdia, ele nos salvou mediante o lavar regenerador e renovador do Espírito Santo.” — Tito 3:5

“Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus.” — 2 Coríntios 5:21

PARA MAIS INFORMAÇÕES VEJA:

bullets QUESTÕES PARA OS SUD SOBRE A IMPOSSIBILIDADE DO EVANGELHO DO MORMONISMO — Uma apresentação Texto-por-Texto da Escritura SUD

 

 

Print Friendly, PDF & Email

This post is also available in: InglêsEspanhol